Quando decidi deixar a bebê com os avós.

29/10/2015 Amanda Ribas
DSCN2245

Oi gente! Tudo bem?

Nos últimos comentários, vocês têm me questionado bastante sobre eu ter deixado a Helena duas vezes com os avós, e me perguntam como faço em relação ao leite.
Bom, ainda vou falar melhor sobre amamentação, mas, por um tempo fiquei sem leite e tive que complementar o da noite com uma mamadeira de fórmula. A Helena se adaptou muito bem, graças a Deus, e hoje as coisas já voltaram ao normal e estou produzindo leite à noite também.

Todo dia, após a mamada da manhã, da tarde e da última, eu tiro o leite que sobra com a bombinha e congelo, assim vou fazendo um estoque para quando precisar.

Na primeira vez em que deixamos a Helena com meus pais, eu queria ir ao shopping para comprar livros para ela e para mim também, além de precisar comprar alguns presentes…
Tinha em torno de 150ml de leite materno congelado, o que é bem pouco, pois dá apenas para uma mamada. Então levei uma medida de mamadeira de fórmula também, assim caso precisasse ela não passaria fome, e deu tudo certo!
Na segunda vez, deixamos rapidinho com os pais do Fabio, também para ir ao shopping trocar um livro, porém não havia levado o leite congelado, então deixamos 1 mamadeira de fórmula, que novamente foi usada! Minha “esfomeadinha” não perde a chance de comer e comer!

Sempre, antes de sair de casa, amamento, bastantão. Assim evito 1 mamada de fórmula, caso eu não tenha a quantidade do leite materno suficiente.

Vamos ao meu pensamento sobre tudo isso: inicialmente, meu pensamento era “nunca dar fórmula para minha filha”, mas a vida veio e deu-me uma rasteira, me mostrando mais uma vez  que quando o assunto é maternidade, na maioria das vezes não temos o controle nas mãos. E assim tive a necessidade de dar fórmula,
No final das contas, PARA MIM foi muito bom, pois relaxei, deixei um pouco de lado a super mãe idealizada e vendida nos comerciais e revistas, e coloquei a mãe real em ação, aquela que tem vontade de sair um pouco sozinha e agora achou uma possibilidade (tenho certeza que se não tivesse acontecido o imprevisto de eu ficar um tempo sem leite, eu nunca teria saído ou deixado a bebê, e nunca teria enxergado essa possibilidade).

Aprendi com tudo isso, a levar mais em consideração os meus valores, do que os da sociedade. Pretendo também fazer um post sobre os julgamentos maternos – uma realidade triste .
Enfim, minha meta agora é conseguir tirar mais leite, congelar e sempre que sair, tentar deixar apenas leite materno para minha princesa, mas quando não der, deixarei a fórmula mesmo.
A Helena não teve nenhuma reação ao uso da mamadeira também, era outro medo que eu tinha, mas ela continua mamando loucamente no peito rs, e não o estranha nem um pouquinho depois da mamadeira.

Então, eu penso que mais vale um casal saudável psicologicamente, com um tempo a sós, do que uma pressão sobre o que fazer ou não fazer por conta de uma sociedade que julga.
Se você não quer deixar fórmula para seu bebê (o que acho ótimo se você tiver essa possibilidade), deixe o seu leitinho, de vez em quando, e vá ali tomar um sorvete com o maridão!
Será saudável para vocês, que vão se divertir um pouco a sós, e para os avós, que amam estar com os netos (principalmente em momentos só deles). É muito mais gostoso ser o real cuidador do bebê, mesmo que por algumas horinhas, e também é saudável para o bebê, que cria esse vínculo!

E vocês? Têm algum truque, quando deixam os bebês com os avós, tios, etc? Me contem nos comentários!
BeijO* da Mandi

  • Sabrina

    Eu estou passando por isso, tenho um bebê de 1 mês e 18 dias, e passei a dar complemento por não produzir a quantidade de leite necessária, meu menino estava perdendo peso, agora estou dando o leite materno e em seguida a fórmula. Infelizmente tive pouco leite, só consigo tirar com a bombinha 100 ml. Eu fui ao shopping com meu esposo e o bebê, e quando fui dar o complemento, uma mãe que estava amamentando sua bebê no peito, logo veio me julgar, perguntando por quê estava dando a mamadeira, me expliquei, mas me senti muito mal, as pessoas nos julgam, parece até que estamos cometendo um crime. Hoje estou conseguindo lidar melhor com essa situação, mas no início fiquei muito deprimida, eu achava q amamentar era simples, nunca passou pela minha cabeça que iria dar a fórmula para o meu bebê. Eu espero que a minha produção de leite aumente e eu possa voltar a dar somente o leite materno. Mas caso não aconteça, o que importa é ser uma boa mãe, dar todo carinho e amor para meu filho e não deixá- lo com fome, hoje meu bebê está com peso adequado, está lindo e eu estou feliz por vê-lo bem. As pessoas devem ter mais consciência antes de julgar, pois não sabem pelo que passamos. Até a primeira pediatra que eu fui me julgou. A sociedade vende uma imagem perfeita de amamentação, como se problemas não ocorresem, por isso, quando uma mãe não pode amamentar seu filho, ocorre a frustração.

    • Amanda Ribas

      Eu dava 2 vezes ao dia a fórmula, hoje estou dando apenas 1 vez e às vezes nem dou, depende da produção e do meu estoque.
      Eu consigo tirar no máximo 30ml depois da mamada, 100ml é ótimo lindeza! Pelo menos para o meu caso né :)
      As pessoas julgam mesmo, mas ninguém será melhor mãe que você para o seu filho, da próxima vez que uma mãe desconhecida te julgar manda ela catar coquinho e cuidar do filho dela que do seu quem cuida é você hahahaha #NãoTenhoPaciência huhu!
      Eu comi canjica e como todo dia 2 colheres de sopa de quinua em flocos ou em grão, ajudou muito a minha produção, tenta!
      Super beijo para vocês dois!!! Mandi